MOTO-taxistas de Nampula, Tete, Sofala e Manica poderão beneficiar de descontos de 50 por cento ao se matricularem nas escolas de condução, numa iniciativa que visa reduzir o seu fraco domínio das regras de trânsito. Leia mais

Comments

Um fundo de 110 milhões de dólares americanos será disponibilizado pelo Banco Mundial para a reabilitação de vias de acesso nas províncias afectadas pelos ciclones Idai e Kenneth.

O investimento é parte do Projecto Integrado de Desenvolvimento de Estradas Rurais, iniciativa lançada ano passado para a reabilitação de 200 quilómetros de estradas nas província de Nampula e Zambézia.

Porém, passam a ser incluídas as províncias de Sofala, Manica, Cabo Delgado e Tete, cujas infra-estruturas, incluindo estradas, foram severamente danificadas na sequência dos dois ciclones.

O anúncio foi feito há dias, em Maputo, pelo representante do Comité de Transportes do Banco Mundial, Rakesh Tripathi, durante a Reunião Anual de Revisão Conjunta do Programa Integrado do Sector de Estradas (PRISE).

As especificações do projecto estão a ser discutidas entre o Banco Mundial, Administração Nacional de Estradas (ANE) e o Fundo de Estradas, devendo até Setembro ser submetidaspara avaliação pelocorpo directivo daquela instituição da Bretton Wood.

De acordo com Rakesh Tripathi, o Projecto Integrado de Desenvolvimento de Estradas Rurais foi reestruturado para se dar início ao plano de contingência e de resposta à emergência após o ciclone Idai.

Dados avançados pelo Ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine, dão conta que o Estado necessita de cerca de 450 milhões de dólares norte-americanos por ano para custear a construção, reabilitação e asfaltagem de estradas. Mas nos últimos cinco anos sófoi possível mobilizar 300 milhões de dólares.

Um dos desafios do sector para o presente ano é a conclusão dasestradas Caniçado-Mapai, na provínca de Gaza; Malema-Cuamba, ligando as províncias de Nampula e Niassa;e a construção de uma plataforma de travessia sobre o rio Licungo, entre Malei e Maganja da Costa, na província da Zambézia.

Comments

A empresa Electricidadede Moçambique (EDM) está a adquirir torres especiais para a reposição das linhas de transporte de energia eléctrica em caso de emergência.

Trata-se de torres que dispensam a implantação de fundações, o que constitui vantagem na gestão de tempo,quando comparadas com as actualmente em uso, que levam cerca de três semanas a fixar no solo.

O primeiro lote já está no país e desde quinta-feira técnicos da EDM estão a familiarizar-se no uso desta alternativa. 

Cristóvão Novele, da direcção-geral de Transmissão da EDM, explicou que as torres vão fazer diferença porque são mais práticas e não carecem da mobilização de postes de madeira para montagem de pórticos.

Têm ainda vantagem de reutilização, podendo ser desmontadas e colocadas noutros lugares sempre que houver necessidade. 

Fonte do Departamento de Comunicação e Relações Públicas da EDM acrescentou que mais torres deverão chegar ao país dentro em breve.

Comments

Cinquenta e nove mil Bilhetes de Identidades (BI) com chip, produzidos, nos últimos quatro meses, estão à espera do levantamento em vários balcões da Direcção de Identificação Civil (DNIC).

O porta-voz da instituição, Alberto Sumbane, considerou a quantidade de documentos por levantar como elevado, facto que preocupa a DNIC, que desde a introdução da nova plataforma, para a emissão do BI está a produzir com maior flexibilidade.

“Temos cerca de 59 mil BI’s, nas nossas caixas, ainda por levantar. Este número é muito elevado, pois, diariamente, produzimos uma média de 15 mil documentos”, disse.

A fonte acrescentou, que a instituição está a estudar medidas com vista a mudar o cenário. “Aconselhamos os cidadãos a levantar o documento, sob pena de ver condicionada a obtenção de outros documentos emitidos através da exibição do BI. Por outro lado, será impossível tratar o bilhete noutro posto, pois, o nosso equipamento não permitirá uma segunda emissão”, explicou.

A fonte fez saber que, no mês passado, a produção do documento de identidade superou as taxas obtidas, nos primeiros três meses, da introdução da nova tecnologia.

“Produzimos mais de 70 mil BI’s, em Junho, contra os cerca de 45 mil fabricados na fase piloto, daí a importância de os requerentes aproximarem-se aos balcões, para proceder com o levantamento, uma vez que o documento é emitido no prazo previsto”, concluiu.

Comments

O Primeiro-Ministro, Carlos Agostinho do Rosário, elogiou o desempenho do governo da província de Manica na implementação do Plano Económico e Social (PES), cujo resultado se circunscreve no crescimento da produção global, durante o primeiro trimestre do ano em curso.

O elogio foi manifestado na quinta-feira, durante a sessão extraordinária do governo de Manica, orientada pelo Primeiro-Ministro, no quadro da visita de trabalho de dois dias que efectua a esta província central de Moçambique, durante a qual dirigirá, hoje, as cerimónias de abertura da campanha nacional de comercialização agrícola, evento a ter lugar no distrito de Vandúzi.
Segundo um informe apresentado pelo governador de Manica, Manuel Rodrigues, na ocasião, a produção global no primeiro trimestre do ano situou-se em mais de 17.5 mil milhões de meticais, contra cerca de 14.4 mil milhões de igual período de 2018.
Esta fasquia corresponde a uma realização de 18,5 por cento em relação à meta anual, fixada em cerca de 94.8 mil milhões de meticais e um crescimento de 21.35 por cento.
Com relação à produção agrícola, os dados indicam que a província alcançou 266.013,40 toneladas no primeiro trimestre, contra 254.878,78 toneladas em igual período de 2018, o equivalente a um crescimento na ordem de 4,32 por cento e uma realização de 7,43 por cento da meta anual, estimada em cerca de 3.5 milhões de toneladas.
Segundo o governador, entre os factores que determinaram o alcance daquele valor de produção global se destacam a estabilidade política, a mecanização agrícola com a alocação de 264 tractores e o aumento das áreas de irrigação.

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction