Imprimir
Categoria: Ciência, Tecnologia e Ambiente
Visualizações: 1020

O Instituto Nacional de Meteorologia (INAM) vai passar a emitir previsões distritais de todas as províncias de Moçambique, anunciou ontem, em Maputo, o director-geral-adjunto do INAM, Musa Mustafo. 
Segundo Mustafo, já decorre, desde há algum tempo, a leitura meteorológica de alguns distritos, faltando apenas a disseminação da respectiva informação.
“Este ano nós estamos a introduzir previsões para os distritos. Estamos na fase-piloto e acredito que, brevemente, algumas zonas vão ficar surpreendidas ao ouvirem e receber as temperaturas máxima e mínima e o tempo do seu respectivo distrito”, disse Mustafo, falando no habitual programa da Rádio Moçambique “Café da Manhã”.
Contudo, advertiu que a leitura será de forma faseada, devido à existência de muitos distritos no país.
Por isso, disse a fonte, “neste momento estamos a trabalhar e a estudar mecanismos para que essas previsões cheguem ao distrito. O foco é o distrito onde, está a comunidade”.
Mustafo disse ainda que o sector está a investir na modernização do sistema de previsão do tempo para permitir a análise do tempo de hora em hora. 
“Neste momento estamos a introduzir actualizações automáticas na nossa rede de meteorologia e também para contribuir na disseminação da informação”, afirmou. 
Referiu que, actualmente, não há registo de ciclones em Moçambique devido à influência do clima El-Niño. Isso deve-se às condições que se registam na presente época chuvosa, influenciada pelo El-Niño, que está a inibir o desenvolvimento de ciclones tropicais.
“Portanto, a situação, neste momento, quanto aos ciclones, está calma. Vamos continuar a ter mais chuvas no norte do país e nas terras altas do interior da zona centro e cá no sul”, disse.
Enquanto isso, a região sul vai continuar a registar um cenário de dias de calor, apesar das chuvas. 
Refira-se que o INAM prevê a continuação de ocorrência de chuvas fortes a muito fortes que podem superar 100 milímetros em 24 horas, acompanhadas de trovoadas, nas províncias de Inhambane, Gaza, Manica e Sofala.
O INAM alerta ainda para a tomada de medidas de precaução e segurança, face ao risco associado às chuvas intensas, acompanhadas de trovoadas severas e ventos fortes.