SEGUNDO MINISTRO DA POLÍCIA: África do Sul registou dois mil sequestros em três meses

0

PELO menos dois mil casos de sequestro foram denunciados à Polícia na África do Sul em apenas três meses, anunciou no final de semana o ministro da Polícia sul-africano, Bheki Cele.

“Houve 2000 casos de sequestro denunciados à Polícia entre Julho e Setembro de 2021”, disse o ministro, na apresentação das estatísticas do crime trimestrais no país.

Bheki Cele adiantou que “52 casos de sequestro envolveram resgates e a maioria ocorreu na província de Gauteng”, onde se situa Joanesburgo, capital económica e Pretória, a capital do país.

“A maioria dos sequestros relatados foram relacionados com assaltos, seguidos de sequestros com roubo e casos de violação de mulheres”, explicou.

“Sete sequestros foram em resultado do tráfico de seres humanos”, frisou.

Considerou tratar-se de “uma nova categoria de crime” no país, que as autoridades de segurança “estão a acompanhar de perto”.

O ministro que tutela a Polícia da África do Sul (SAPS, na sigla em inglês) revelou que o país registou um aumento de 20,7% em casos de homicídio.

“Entre Julho e o final de Setembro de 2021, 6.163 pessoas foram mortas na África do Sul”, salientou.

Segundo o governante, os dados do crime reportados pela SAPS “demonstram mais uma vez que a África do Sul é um país muito violento”.

Os dados oficiais apresentados indicam que a polícia sul-africana registou ainda 72.762 casos de agressão comum e agressão GBV (violência de género).

Segundo o ministro da Polícia sul-africano, no mesmo período foram violadas no país 9.556 mulheres, significando um aumento de 634 casos (7,1%) comparativamente a idêntico período anterior.

Um total de 23 agentes policiais foram mortos entre Julho e Setembro deste ano, segundo o ministro. -(Lusa)

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.