FIPAG melhora sistema de abastecimento de água

0

O FUNDO de Investimento do Património de Abastecimento de Água (FIPAG) está a trabalhar no melhoramento do sistema de abastecimento do precioso líquido na cidade de Tete, através da recuperação dos níveis do Centro Distribuidor e do preenhimento da tubagem da rede que ainda se encontra vazia.

O trabalho está a ser desenvolvido em várias unidades residenciais dos bairros de Matundo e Chingodzi, consideradas as mais críticas em termos de abastecimento de água potável, onde, em consequência, o FIPAG adoptou algumas medidas visando garantir o fornecimento do precioso líquido aos residentes.

“Providenciámos água aos munícipes naqueles bairros através de fontanários móveis e camiões-cisterna, acção que estamos a realizar em parceria com o Serviço Nacional de Assistência Pública (SENSAP) até a operacionalização, a 100 por cento, do subsistema de Matundo e Chingodzi”, disse Manuel Mussequejua, delegado do FIPAG em Tete.

Disse, por outro lado, que ainda no âmbito do programa de melhoramento e expansão da rede de abastecimento de água potável, estão a decorrer os trabalhos visando o aumento gradual da sua cobertura, um elemento prioritário e via para o bem-estar dos cidadãos nas zonas rurais e urbanas.

“É fundamental o acesso à água potável em quantidade e qualidade, porque só assim é que se pode promover a higiene individual e colectiva e saneamento básico nas zonas urbanas e rurais, com o envolvimento activo das comunidades e do sector privado”, apontou Mussequejua.

Disse que a gestão criteriosa da água e a expansão da sua rede de distribuição é fundamental, através da criação de mais sistemas de captação, tratamento e distribuição. 

O delegado do FIPAG em Tete revelou que uma nova rede de conduta de água potável está sendo alargada a algumas unidades residenciais do bairro Sansão Muthemba, infra-estrutura básica para a canalização do precioso líquido junto às comunidades na região periférica do município da cidade.

No seio dos consumidores, a direcção do FIPAG está a implementar directrizes de forma a promover o reforço dos mecanismos que assegurem o acesso e uso correcto do sistema de fornecimento de água, através da fiscalização integrada e sistemática para evitar acções de sabotagem das condutas e consumo ilícito do precioso líquido por parte dos utentes.

Refira-se que o sistema de abastecimento de água à cidade de Tete é composto por dois grandes subsistemas, nomeadamente de Tete-Antiga e Matundo-Chingodzi e dois pequenos sistemas, designadamente Canongola e Déguè com rede de extensão de cerca de 346 quilómetros.

O mesmo compreende também duas captações de água subterrânea, com uma capacidade de exploração total de 8400 metros cúbicos por dia, uma rede de sete reservatórios com uma capacidade de 4620 metros cúbicos.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.