Nyusi e Kagamé falam à imprensa a partir da base Naval de Pemba

0
243

O PRESIDENTE da República, Filipe Nyusi, esclareceu a momentos que Moçambique convidou o Ruanda a apoiar no combate ao terrorismo na província de Cabo Delgado

Esclareceu ainda que, o trabalho decorre em paralelo com a formação de militares no combate ao fenómeno que é global e necessita de um esforço global.

Por isso, segundo o Estadista, as forças da SADC, do Ruanda, da União Europeia e da América, neste momento contribuem na formação de militares a enfrentar o fenómeno e a defender a soberania nacional.

Nyusi esclareceu que, o país pertence a várias regiões e tem a liberdade de pedir apoio de seus amigos.

“O terrorismo é um fenómeno novo em Moçambique, por isso havia necessidade de entender os grupos que se formaram desde 2012, com movimentação estranha. O Primeiro tiro foi em 2017 e não sabíamos o que era”, explicou.

+ posts

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here