25 C
Maputo
Sexta-feira, 20 - Maio, 2022

Portugal olha para acordo de paz em Moçambique com “muita esperança”

+ Recentes

A secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Teresa Ribeiro, disse, ontem, que Portugal olha para o Acordo de Paz e Reconciliação em Moçambique com “muita esperança”, considerando-o o “corolário formal de um processo, que já foi iniciado”.

“Portugal olha para este acordo com muita esperança, com muita confiança e certo de que este é o passo importantíssimo, para que Moçambique possa, finalmente, ter paz e estabilidade”, afirmou a governante.

A secretária de Estado portuguesa falava à margem da cerimónia de assinatura do Acordo de Paz e Reconciliação Nacional, em Maputo, entre o Governo moçambicano e a Renamo.

Para Teresa Ribeiro, o acordo, o terceiro entre as duas partes, é definitivo, na medida em que considerável parte do entendimento foi concretizado numa alusão à inserção de oficiais do principal partido de oposição no exército e na polícia.

“É corolário formal de um processo que já foi iniciado há bastante tempo”, observou.

O Acordo de Paz e Reconciliação Nacional ontem assinado é o terceiro entendimento entre as duas partes, uma vez que, além do Acordo Geral de Paz de 1992, que acabou com uma guerra civil de 16 anos, foi assinado a 05 de Setembro de 2014, o acordo de cessação das hostilidades militares, que terminou, formalmente, com meses de confrontação na sequência de diferendos sobre a lei eleitoral.

Após a assinatura do acordo de 2014, o braço armado da Renamo e as Forças de Defesa e Segurança moçambicanas voltaram a envolver-se em confrontos, na sequência da recusa do principal partido da oposição em reconhecer os resultados das eleições gerais.

- Publicidade-spot_img

Destaques