Quarta-feira, 19 Junho, 2024
Início » REFLEXÕES DA MUVALINDA: Não pare no nada

REFLEXÕES DA MUVALINDA: Não pare no nada

Por Jornal Notícias
657 Visualizações

“NÃO pare no nada”, este é o tema de uma pregação que tive a oportunidade de escutar na minha igreja: Celebration Church – Igreja Celebração Maputo, em 2016, e foi proferida por um pastor zimbabweano que estava de visita. O engraçado é que na época eu estava a passar por situações conturbadas: acabava de pedir demissão no meu primeiro emprego porque já não aguentava com a pressão; lidava com o término de um relacionamento de quatro anos, do qual fui culpada; estava confusa se realmente havia feito uma boa escolha na minha profissão; ressentia-me de um luto doloroso da morte do meu pai. Enfim, estava sem rumo e todos condenavam-me pelo facto de desistir de um bom emprego para ficar em casa; por ter cometido o erro de perder um bom namorado chamavam-me de ingrata, pois, segundo eles, Deus havia me dado muitas bênçãos e sozinha estava a auto-sabotar-me. Foi um dos anos para esquecer.
Então, a pregação não pare no nada deu-me outro fôlego da vida. Não me lembro dos versículos que sustentavam a fala do tema. Mas o pregador dizia que não importa o quão grave seja a situação que esteja a passar, simplesmente “não pare no nada”. Não estagne, lute e persevera e jamais aceite perder perante as dificuldades.
Foi diante destas palavras que eu, desempregada, lembrei-me que tinha bons contactos e liguei para um psicólogo conceituado na praça pedindo para ser assistente de uma disciplina que ele leccionava. O pedido foi aceite na hora, e a partir daquele dia decidi desafiar-me a não desfalecer; permiti voltar a sonhar e correr atrás dos meus sonhos, pois Deus em quem acredito tinha planos especiais para mim que não passavam por ficar em casa a choramingar.

Sinceramente, não sei exactamente porquê decidi expor aqui na minha coluna parte deste episódio da minha vida, mas de certeza algum leitor se encontra com desafios que até o fazem cogitar a ideia de desistir da vida e está estagnado.
Quero encorajar ao leitor dizendo: “Não pare no nada”, lembrando a importância de persistir e seguir em frente, mesmo diante de desafios e obstáculos. Por favor, não desista dos seus objectivos e sonhos, e continue a lutar mesmo quando as coisas parecem difíceis, busque o seu melhor e não desanime diante das adversidades.
Naquele momento, Deus foi o meu auxílio e refúgio, assim ganhei forças para continuar a lutar. Talvez o leitor não acredita em Deus ou as situações actuais o fazem desacreditar da sua existência, mas é nesses momentos que devemos clamar mais pela presença e intimidade com ele. Não é fácil, mas para Deus tudo é possível e como bem disse Jesus Cristo em João 16:33: “Tenho-vos dito estas coisas, para que em mim tenhais paz. No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.” Esta é uma mensagem de encorajamento e esperança, mesmo em meio as tribulações da vida.
*Psicóloga e activista social

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia