Terça-feira, 28 Maio, 2024
Início » MACHAUCHAU: Prejudicados pela precariedade das vias

MACHAUCHAU: Prejudicados pela precariedade das vias

Por admin-sn
133 Visualizações

UMA parte dos residentes de Machauchau dedica-se a trabalhos por conta própria, o comércio, prestação de serviços e agricultura. Os produtos que abastecem o mercado local são adquiridos no Zimpeto, Xipamanine, na capital do país e bairros da cidade da Matola.

Porém o transporte destes bens acaba sendo uma dor de cabeça, por causa da precariedade dos acessos, daí que nem sempre é possível desenvolver negócios.

Alberto Sambo, vende produtos avícolas, na zona da Elina, junto a estrada principal que liga Mahlampsene a Mulotana. Compra ração na Machava ou Matola-Gare, mas houve momentos em que ficou sem o produto, por causa das condições do acesso.

Orlina Bila, também comerciante, residente no quarteirão 47 há cinco anos, relembrou de episódio em que a viagem foi interrompida, devido a avaria do chapa e teve de continua-la a pé e com carga nos braços, porque os poucos carros passavam lotados.

banner

Neste contexto, Júlia Francisco, residente há 20 anos, no quarteirão 10, disse que só faz negócio para não ficar sem trabalhar, pois, a falta de transporte, aliada ao péssimo estado da via complica sobremaneira a vida dos comerciantes, dos trabalhadores de outros sectores e estudantes.

Leia mais…

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia