Terça-feira, 25 Junho, 2024
Início » “Chapeiros” paralisam actividades na “Circular”

“Chapeiros” paralisam actividades na “Circular”

Por Jornal Notícias
419 Visualizações

OPERADORES dos transportes semicolectivos de passageiros, vulgo “chapeiros”, paralisaram as actividades, ontem, na Estrada Circular de Maputo, em protesto, alegadamente, contra a actuação, sem licenciamento, de viaturas particulares.

Os transportadores, das rotas que ligam os bairros Intaka, Muhalaze, Matola-Gare e Mathemele a vários destinos das cidades de Maputo e Matola, bloquearam a estrada com recurso a pedras, troncos de árvores e outros artifícios para travar o que consideram concorrência desleal.

Victor Manhiça, motorista de “chapa”, denunciou a existência de veículos de marca Toyota, modelo Sienta, que invadiram a primeira rotunda, no Intaka, sem licença para desempenharem serviços públicos e que levam passageiros para vários destinos da capital.

Marcos Vilanculos, por seu turno, relatou que os agentes da Polícia de Trânsito (PT) que trabalham neste corredor têm estado a efectuar cobranças ilícitas aos “chapeiros”, facto que dificulta o alcance da meta de receita exigida pelos proprietários das viaturas.

the_ad_group(621);

Marta Tchambule, passageira, desistiu de se deslocar ao posto de trabalho devido à paralisação dos transportadores.

A agente da PT Nórdica Mapossa, que se reuniu com os manifestantes, aconselhou-os a organizarem-se em grupo para encaminharem as inquietações às autoridades competentes e, consequentemente, identificar-se uma forma de pôr termo às cobranças ilícitas por parte dos agentes, bem como o  exercício do transporte de passageiros por veículos particulares.

Leia mais…

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia