Sexta-feira, 24 Maio, 2024
Início » Viúva e antigo PM indiciados pela morte do Presidente do Haiti

Viúva e antigo PM indiciados pela morte do Presidente do Haiti

Por admin-sn
384 Visualizações

Um juiz que investiga o assassínio do Presidente haitiano, Jovenel Moïse, em Julho de 2021, emitiu segunda-feira o relatório final em que acusa a viúva, Martine Moïse, e o ex-Primeiro-Ministro Claude Joseph de envolvimento no crime.
Entre os acusados figura também o, na altura, chefe da Polícia Nacional do Haiti, Léon Charles, que é actualmente o representante permanente do país na Organização dos Estados Americanos (OEA).

Charles, aliás, enfrenta as acusações mais graves: assassínio, tentativa de assassínio, posse e porte ilegal de armas, conspiração contra a segurança interna do Estado e associação criminosa, enquanto Martine Moïse e Joseph são acusados de cumplicidade e associação criminosa.

Outros acusados, inclusive de assassínio, são Christian Emmanuel Sanon, um pastor haitiano-norte-americano que se imaginava como o próximo Presidente do Haiti e que disse que achava que Moïse só seria preso.

Constam ainda entre os acusados, segundo a agência AP, Joseph Vincent, haitiano-norte-americano e ex-informador da Agência Antidrogas dos Estados Unidos, Dimitri Hérard, chefe da segurança presidencial, John Joël Joseph, ex-senador haitiano, e Windelle Coq, senador haitiano que as autoridades dizem ter-se tornado um fugitivo.

banner

Sanon, Vincent e Joseph foram extraditados para os Estados Unidos, onde um total de 11 suspeitos enfrenta acusações federais pelo assassínio do Presidente do Haiti.

Leia mais…

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia