Segunda-feira, 24 Junho, 2024
Início » DA CONSULTA À GRAMÁTICA: Pousar ou posar!

DA CONSULTA À GRAMÁTICA: Pousar ou posar!

Por admin-sn
681 Visualizações

DELFINA MUGABE

ACTUALMENTE, qualquer ocasião é motivo de registo fotográfico. As pessoas tiram fotografias, mesmo em acontecimentos inadequados, tal como nos acidentes de viação, entre outros. Em vez de socorrer as vítimas desses infortúnios preocupam-se em partilhar as imagens com amigos, parentes, etc., por intermédio das redes sociais. Em algumas ocasiões, as vítimas perdem a vida por falta de socorro, em tempo útil, porque as pessoas que presenciaram o acontecimento não as ajudaram, devido ao seu envolvimento no registo e divulgação das imagens do cenário.

Recentemente, estivemos numa cerimónia fúnebre, no cemitério, onde presenciámos uma sessão de registo fotográfico ao lado da sepultura! Porém, embora tenha sido para nós, talvez o seja, também, para os leitores desta rubrica, uma situação bizarra, não é disso que vamos tratar nesta “Da Consulta à Gramática” de hoje. O tema tem que ver com o sentido das palavras “pousar” e “posar”, sem “u”. Qual delas está correcta e que deve ser usada quando se trata de se posicionar para tirar fotografias? A pergunta vem a propósito do desabafo de uma das pessoas que esteve no cemitério e viu aquela sessão de fotografias: “quem são esses que estão a pousar para fotos no cemitério? Não poderiam ter escolhido outro local? Que falta de vergonha…” Neste trecho, interessou-nos descobrir a palavra correcta para a ocasião: diz-se “pousar” ou “posar”? Para o efeito, consultámos o léxico e verificámos que as duas palavras existem na língua portuguesa e são chamadas “parónimas. Trata-se de vocábulos com uma grafia semelhante, mas com sentidos diferentes, devendo, por isso, serem utilizadas, também, em contextos bem distintos.

Ora, vejamos, a palavra “pousar” é um verbo transitivo directo que requer um complemento directo para a inteligibilidade da mensagem. Tem o sentido de “colocar algo num lugar”, “assentar”, “fixar (o olhar num determinado ponto”, “morar”, “habitar”. Como verbo intransitivo, a mesma palavra tem o sentido de “descer do ar até a um ponto fixo, onde possa assentar. Por exemplo, as aves e os aviões pousam nos galhos das árvores ou nas pistas dos aeroportos, respectivamente: - O avião da companhia aérea XYZ pousou de emergência na pista do aeroporto de Mavalane; - Choveu tanto, na terça-feira, nem as aves conseguiam pousar nos galhos das árvores; - A viagem é tão longa, nem sei onde vamos pousar para descansar, pelo menos durante o dia de hoje. - O Jorge pousou o laptop do pai na mesa de jantar. - João, ainda não pousaste essa caixa tão pesada!

the_ad_group(621);

A palavra “posar” é, também, um verbo transitivo e intransitivo. Isso significa que, dependendo do contexto em que é usada, pode requerer um complemento ou, por si, basta para a compreensibilidade da mensagem.

O termo, que tem origem na palavra francesa “poser”, significa “assumir uma atitude de imobilidade para ser pintado ou fotografado; servir de modelo, etc. Exemplo: - Os participantes posaram para fotografia de memória, no fim do evento; - A modelo Jaqueline Jansen posou toda a tarde, para uma sessão de fotografias publicitárias. - Há pessoas que gostam de fazer “poses” … Tendo em conta o exposto, os dois verbos estão correctos, porém, são usados em contextos distintos, uma vez que o seu significado é, igualmente, diferente. O que aconteceu no cemitério foi “pose” e não “pouse” para fotografias.

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia