Terça-feira, 16 Julho, 2024
Início » DA CONSULTA À GRAMÁTICA: De mais ou demais!

DA CONSULTA À GRAMÁTICA: De mais ou demais!

Por admin-sn
901 Visualizações

DELFINA MUGABE

SABER escrever bem em língua portuguesa é o desejo de todos os falantes deste idioma, para que a sua mensagem seja, facilmente, entendida pelos destinatários das suas mensagens. Dessa forma, um leitor escreveu ao Jornal Notícias questionando o uso adequado das palavras “demais” e “de mais”. É uma dúvida bastante comum, tendo em conta que os dois termos existem na língua portuguesa. Trata-se de palavras homónimas, por terem o mesmo som, mas significados diferentes. Assim, é fundamental entender como funcionam para poder empregá-las de forma adequada.

De acordo com as regras gramaticais desta língua, o termo “demais” é um advérbio de intensidade. É sinónimo de “além disso” e significa algo que esteja em demasia ou excesso.  Vejamos alguns exemplos de uso deste advérbio:

-Estou muito cansada, hoje corri demais durante os treinos matinais. (intensifica o verbo “correr”).

-O João fala demais, nem dá espaço aos colegas de expressarem as suas ideias… (intensifica, também, um verbo: “falar”).

-Aquele carro é lindo demais! (intensifica o adjectivo “lindo”).

-É cedo demais para sairmos, vamos esperar um pouco. (Intensifica o advérbio “cedo”).

A palavra “demais” desempenha também a função de pronome indefinido. Exemplo: “Os estudantes que não fizeram o trabalho de casa permaneçam na sala. Os demais podem sair”. (Aqui, o termo “demais” é um pronome, pois substitui um nome).

Quanto à expressão “de mais” é uma locução adjectiva, formada por uma preposição “de” e advérbio “mais” e expressa quantidade. Tem a função de um adjectivo qualificativo do substantivo, na frase. Alguns exemplos:

Não consegui tratar o meu passaporte, havia pessoas de mais hoje na Migração;

– Preparei comida de mais, infelizmente, vieram poucas pessoas ao jantar!

– Tenho tarefas de mais esta tarde, não poderei ir ao espectáculo…

– Coloquei roupa de mais na mala, agora tenho de pagar o excesso de peso.

Nos quatro exemplos, a locução “de mais” qualifica os substantivos “pessoas, comida, tarefas e roupa”. Em algumas situações, os falantes não sabem se devem dizer “demais” ou “de mais”. Para evitar esta dúvida, o leitor pode verificar, qual é o termo adequado, bastando, para isso, substituir, por exemplo, a locução “de mais” por “de menos”. Se a palavra contrária couber, então é a correcta.  

No entanto, a diferença não se nota na linguagem oral, pois têm a mesma fonética. A dissemelhança verifica-se na escrita. Neste caso, é preciso respeitar as regras de uso, para a inteligibilidade da mensagem.

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia