Terça-feira, 23 Julho, 2024
Início » NA N1: Águas estagnadas embaraçam trânsito

NA N1: Águas estagnadas embaraçam trânsito

Por admin-sn
1,K Visualizações

O ACÚMULO de águas pluviais no troço entre o cruzamento de Matendene e a paragem Mafureira, na Estrada Nacional Número Um (N1), na capital do país, está a condicionar o trânsito de viaturas e a reduzir a disponibilidade do transporte público.

A situação é causada pela obstrução dos canais naturais de escoamento de águas pelas empresas que se implantaram na região, resultando no alagamento do piso da estrada sempre que chove.

Utentes entrevistados pelo “Notícias” consideram a situação caricata, devido à proximidade da estrada à vala de drenagem Mulauze, com capacidade para aliviar a zona.
“Clamamos pela resolução desta situação, pois as autoridades municipais permitiram às empresas erguerem infra-estruturas sem respeitar os caminhos da água e as consequências são estas”, disse Fernando Rungo.

António Mazuze, utente da Avenida de Moçambique, conta que quando chove a estrada fica alagada e praticamente intransitável, razão pela qual os transeuntes preferem caminhar para chegar cedo ao trabalho, principalmente nas horas de pico.
“O problema das águas é tão grave que os carros já começam a ter problemas mecânicos. Vi muitos veículos a avariarem depois de passarem pelos charcos e os danos daí decorrentes são elevados”, avançou.
Júlio Cumbe, proprietário de uma oficina localizada na berma da estrada, conta que subiu o número de condutores que procuram pelos seus serviços.
“Recebo muitos carros com problemas mecânicos originados pelas chuvas. As águas estagnadas danificam os veículos e aumentam os gastos com reparações”, afirmou

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia