Sexta-feira, 24 Maio, 2024
Início » FECALISMO A CÉU ABERTO: Um mal sem fim à vista

FECALISMO A CÉU ABERTO: Um mal sem fim à vista

Por admin-sn
261 Visualizações

              HORÁCIO JOÃO 

O FECALISMO a céu aberto é um fenómeno antigo nas comunidades ao longo da faixa costeira, ganhando contornos escandalosos na Praia Nova, na baixa da cidade da Beira. É comum ver naquela zona indivíduos a defecarem em plena praia mesmo à luz do sol e sem pudor de nenhuma espécie, apesar das inúmeras campanhas de educação sanitária.

Homens, mulheres e crianças de diferentes faixas etárias e laços familiares disputam os poucos espaços de terra firme, para as suas necessidades. Depois, como que num passe de magia, tudo desaparece arrastado pela acção das marés.

A Praia Nova destaca-se entre os bairros da cidade da Beira em que mais ocorre o fecalismo a céu aberto, uma prática “normal”, chegando alguns residentes daquela zona a defenderem que o fenómeno dura há longos anos, remontando mesmo ao tempo colonial.

banner

Trata-se de uma zona residencial em que ter uma latrina melhorada constitui “luxo”, enfrentando problemas de saneamento do meio, cuja comunidade é feita de gente que provém maioritariamente da zona costeira do país, em que o fecalismo a céu aberto está enraizado, como áreas insulares de Zambézia, Nampula e dos distritos do Búzi e Machanga.  

Ao que tudo indica, tal situação deteriora-se cada vez mais no período chuvoso, com fezes espalhadas pelas águas que inundam casas e contaminam poços de água potável, transformando-se num sério atentado à saúde pública.

Leia mais…

Artigos que também podes gostar

Leave a Comment

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia