Domingo, 26 Maio, 2024
Início » DA CONSULTA À GRAMÁTICA: A diferença entre “levar” e “ir buscar”  

DA CONSULTA À GRAMÁTICA: A diferença entre “levar” e “ir buscar”  

Por admin-sn
677 Visualizações

Delfina Mugabe

SEMANA passada prometemos abordar este tema: a diferença entre “levar e ir buscar algo”. Porque o prometido é devido, cá estamos. Trata-se de um tema que não é novo neste espaço, mas que continua a criar dúvidas. Alguns falantes não conseguem distinguir o sentido destes dois verbos, tratando-os, semanticamente, como iguais. Porém, são distintos e devem ser usados, também, em contextos diferentes, tal como iremos ver nos exemplos que fazem parte deste artigo.

De acordo com a Gramática da Língua Portuguesa, os verbos levar e trazer são, tal como ir e vir, lexemas deícticas que adquirem significado tendo em conta o núcleo da declaração: “eu” – aquele que fala e dele partem os pontos de referência espacial (aqui, ali, etc.) e temporal (agora, ontem, amanhã, hoje, etc.). Portanto, o sentido de “levar/trazer” é transportar ou carregar algo (seja para lá ou para cá). Quando o falante (eu) diz que vai levar algo significa que sai daqui (lugar “x”) com alguma coisa para o lugar “y”. Vejamos os exemplos:

– Jorge, regresso num instante, vou levar uma encomenda à  casa do meu irmão;

banner

– A Carlota não foi ao trabalho, teve de levar o filho que se lesionou ao hospital;

– Mónica, não se esqueça de levar estes livros à biblioteca;

– Dércio, podes levar o meu carro ao mecânico?

Nestes quatro exemplos está claro que alguém transporta algo de um ponto (donde se encontra) para o outro (lá para onde vai).

Já o verbo “trazer” tem o sentido de transportar determinada coisa de “lá” para cá, tal como ilustram estes exemplos:

– Quando fores a Nampula, peço que tragas duas capulanas para a minha mãe;

 A Fátima foi ao mercado, disse que traria mafura.

Quanto ao “ir buscar” tem o sentido de movimento daqui para lá e de lá para cá,  quer dizer; implica sair de um determinado lugar para o outro e retornar, depois, ao ponto de partida.

– O Eduardo foi buscar as crianças na escola; (isso significa que ele saiu de casa à escola das crianças e retornará à casa).

Portanto, a grande diferença entre “ir buscar” e “levar algo reside no facto de que no primeiro caso alguém vai a um lugar buscar algo e depois retornar ao ponto de partida. Já no segundo caso, a pessoa leva algo do ponto de partida para ir deixar num dado destino.

Assim: a Dona Carola leva os filhos, todos os dias de manhã, à escola. No período da tarde, vai buscá-los na escola para casa.

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia