Terça-feira, 25 Junho, 2024
Início » ELEIÇÕES GERAIS NA RAS: Partidos encerram campanha com promessas de melhor servir

ELEIÇÕES GERAIS NA RAS: Partidos encerram campanha com promessas de melhor servir

Por Juma Capela
669 Visualizações

VALDIMIRO SAQUENE, EM JOANESBURGO

O ÚLTIMO fim-de-semana de campanha para as eleições gerais na África do Sul foi marcado por comícios dos quatro principais partidos políticos, nomeadamente ANC, DA, EFF e MK Party, a prometerem servir melhor ao povo caso vençam o escrutínio desta quarta-feira.

Milhares de apoiantes do partido governante, o Congresso Nacional Africano (ANC) reuniram-se num estádio de futebol, em Soweto, Joanesburgo para ouvir o discurso do seu líder, Cyril Ramaphosa, que reconheceu algumas queixas dos sul-africanos, relativamente ao elevado custo de vida e desemprego, que afecta principalmente a maioria negra do país, tendo prometido melhorias na sua governação.

Por sua vez, o líder do maior partido da oposição na África do Sul, Aliança Democrática (DA) John Steenhussein, realizou um comício na Cidade do Cabo, onde prometeu mudanças no país caso a sua formação partidária saia vitoriosa.

the_ad_group(621);

Os Combatentes da Liberdade Económica (EFF, na sigla em Inglês), a terceira força política na África do Sul, tiveram a sua última grande reunião em Polokwane, na terra do seu líder, Julius Malema, que no seu discurso prometeu acabar com o desemprego no país.

O UMKhonto we Swizwe (MK Party), antigo braço armado do ANC durante a luta contra o “Apartheid”, fundado pelo antigo Presidente sul-africano Jacob Zuma, entretanto impedido de concorrer para a Presidência pelo Conselho Constitucional, reuniu os seus apoiantes num município da cidade de Durban.

Pela primeira vez em 30 anos de democracia a África do Sul vai a eleições com uma população maioritariamente jovem, num escrutínio que se prevê que seja o mais disputado de sempre.

Nas últimas eleições gerais, em 2019, o partido no poder venceu com 57.5 por cento dos votos, contra 20.7 por cento da AD e 10.7 por cento do EFF.  

O ANC detém actualmente 230 dos dos 400 assentos parlamentares, enquanto a AD e o EFF tem 84 e 44 lugares, respectivamente.

Refira-se que a Comissão Eleitoral Independente (ICE, na sigla em inglês) abriu recentemente, pela primeira vez, o centro nacional de operações de resultados em Midrand, Joanesburgo, contrariamente ao que vinha acontecendo desde as primeiras eleições gerais em 1994, em que este se localizava em Pretória, a capital do país.

O centro vai servir como ponto de convergência para que os partidos políticos, candidatos independentes, jornalistas, observadores possam acompanhar os resultados eleitorais em tempo real.

Leia mais…

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia