Terça-feira, 16 Julho, 2024
Início » ÁREA 1 DA BACIA DO ROVUMA: Indianos garantem retornopara breve das actividades

ÁREA 1 DA BACIA DO ROVUMA: Indianos garantem retornopara breve das actividades

Por Juma Capela
1,1K Visualizações

Victor Machirica, em em Gujarat, Índia

As três empresas indianas que participam no projecto de pesquisa e exploração de hidrocarbonetos, da Área 1 da Bacia do Rovuma, suspenso por motivos de força maior, vão retomar as actividades o mais rápido possível.
Para o efeito, irão injectar 13 biliões de dólares norte-americanos, que correspondem a 30 por cento do investimento global aplicado no mega-projecto operado pela TotalEnergies.
O facto foi anunciado ao princípio da noite de ontem pelo ministro dos Recursos Minerais e Energia, Carlos Zacarias, no final dos três encontros que o Presidente da República, Filipe Nyusi, manteve no The Lella Gandinagar Hotel, em Amedabad, com igual número de representantes de empresas indianas e com o secretário do Estado de Petróleo e Gás da Índia.
Sem indicar datas, Zacarias garantiu ter sido estabelecido um cronograma para o retorno rápido dos investidores indianos à Bacia do Rovuma, salientando que foram também definidas todas as acções necessárias que podem levar ao rápido reatamento das actividades na Área 1 da Bacia do Rovuma, além de terem sido discutidos alguns aspectos que ainda constituíam preocupação entre as partes envolvidas.
“Foi um encontro bastante cordial e que mostra que as duas partes (governo e parceiros) estão totalmente comprometidas para o retorno, o mais breve possível, das actividades na Área 1 da Bacia do Rovuma” , frisou o governante.
“Como sabe este é um projectos muito importante tanto para Moçambique como para os parceiros e é interesse de todos que o mesmo seja retomado”, acrescentou.
Ainda em Gujarat, no rol dos encontros com os empresários indianos, no âmbito da diplomacia económica, o Presidente da República, Filipe Nyusi, reuniu-se com os representantes da Jindal, empresa indiana que opera na área carbonífera, na província de Tete

© Presidência da República


Na audiência, os representantes da Jindal afirmaram que vão incrementar os níveis de produção e transporte do carvão através da linha-férrea até ao Porto de Nacala.
O Chefe do Estado que hoje cumpre o segundo dia de trabalho no quadro da visita que efectua à Índia, vai discursar, esta manhã, no Fórum de Negócios Moçambique-Índia, antes de se reunir com a diáspora moçambicana neste país.

Leia mais…

Artigos que também podes gostar

Leave a Comment

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia