Director: Júlio Manjate   ||  Director(a) Adjunto(a): 

OS jogadores da Selecção Nacional de futebol sub-23 já estão concentrados em Maputo a preparar o jogo contra a sua congénere do Reino de eSwatini (Suazilândia), a ter lugar no dia 16 de Novembro no Estádio Nacional do Zimpeto, inserido na primeira eliminatória de qualificação ao CAN da categoria, agendado para próximo ano no Egipto. Leia mais

Comments

Os níveis de organização da estrutura da União Desportiva do Songo estão a ser determinantes para a conquista continuada de títulos no futebol nacional. Os campeões nacionais estrearam-se a vencer uma grande competição em 2016, nomeadamente a Taça de Moçambique, sob comando técnico de Artur Semedo. Ano passado foi o primeiro campeonato com Chiquinho Conde no leme da equipa e desta vez foi Nacir Armando o obreiro técnico da vitória histórica. Leia mais

Comments

O Maxaquene não aceitou ser o bobo da festa do campeão nacional e deixou a sua marca tricolor no jogo de consagração da União Desportiva do Songo como campeão nacional, vencendo o duelo da última jornada, por 2-1. Mesmo assim, não foi de todo suficiente para adiar a celebração anunciada já há uma semana depois do empate dos “hidroeléctricos” em Quelimane com o 1.° de Maio.

Numa jornada de despedida da época para a maioria dos clubes, destacar a segunda derrota consecutiva do Ferroviário de Maputo, desta vez a um golo em casa do ENH, mesmo desfecho alcançado pelo Desportivo de Nacala na recepção ao Incomáti.  A Liga Desportiva conservou o terceiro lugar derrotando o Ferroviário da Beira, por 3-0. Costa do Sol e 1.° de Maio empataram a dois golos e outro empate da ronda foi sem golos entre o Chibuto e Ferroviário de Nacala. Ferroviário de Nampula bateu Textáfrica por 3-1, enquanto no duelo dos despromovidos, a UP Manica superou o Sporting de Nampula, por 2-1.

Assim, regressam aos campeonatos provinciais as equipas do Sporting, UP Manica e 1.° de Maio. Sentido inverso seguem Baía de Pemba, Têxtil de Púngoè e Associação Desportiva de Macuácua, este último ainda em dúvida depois da denúncia de utilização de um jogador em situação alegadamente irregular.

Comments

Ferroviário “A”-Desportivo é a proposta da segunda jornada do Torneio de Abertura de Basquetebol a nível da capital do país, marcado para as 18.00 horas, no pavilhão do Maxaquene, a catedral da bola-ao-cesto. Leia mais

Comments

Fecha amanhã a edição-2018 do Campeonato Nacional de Futebol, o Moçambola, com quase todas as questões arrumadas, desde o título até à manutenção, com o 1.º de Maio de Quelimane a ser a única equipa que sonha com a permanência, embora com uma esperança bastante difícil.

O 1.º de Maio desloca-se a Maputo para medir forças com o Costa do Sol, com uma missão hercúlea; pois, deve ganhar por, pelo menos, quatro golos de vantagem e esperar que o Ferroviário de Nacala seja goleado por mais de cinco bolas no Chibuto.

Matematicamente muito difícil para os “trabalhadores” que, depois do empate caseiro, semana passada com a UD Songo, hipotecaram praticamente as hipóteses de manutenção, ao mesmo tempo que o representante de Tete festeja o título. Com 31 pontos, o 1.º de Maio de Quelimane tem menos três que os “locomotivas” de Nacala, pelo que deve ganhar e esperar que o “goal-average” lhe ajude.

Esperanças ténues de manutenção, numa ronda que será de festa no Songo. Os “hidroeléctricos” recebem o Maxaquene para o jogo de consagração, no qual espera-se uma enorme moldura humana proveniente de diversos quadrantes do país. A UD Songo vai receber a taça de campeão e as respectivas medalhas, algo que acontece pelo segundo ano consecutivo.

Em Nacala, o já aliviado Desportivo local recebe o Incomáti, que também tem garantida a manutenção na prova para o ano. Em Gondola, os desprovidos UP de Manica e Sporting de Nampula jogam entre si, num ambiente que se espera de mais hospitalidade do que hostilidade, pois não há nada a ganhar, muito menos a perder.

Em Vilankulo, a ENH mede forças com o Ferroviário de Maputo, o novo vice-campeão. Na Matola “C”, a Liga Desportiva recebe os “locomotivas” da Beira, sendo que os de Nampula batem-se com o Textáfrica, uma das equipas revelação da presente edição do Moçambola.

Comments
Template Settings

Color

For each color, the params below will give default values
Tomato Green Blue Cyan Dark_Red Dark_Blue

Body

Background Color
Text Color

Header

Background Color

Footer

Select menu
Google Font
Body Font-size
Body Font-family
Direction