Quinta-feira, 25 Julho, 2024
Início » DA CONSULTA À GRAMÁTICA: O sentido da expressão “até então”

DA CONSULTA À GRAMÁTICA: O sentido da expressão “até então”

Por admin-sn
932 Visualizações

DELFINA MUGABE

HOJE a “Consulta à Gramática” enquadra-se na semântica, um ramo da linguística que estuda o significado das palavras de uma língua, neste caso o português. É sobre o sentido da expressão “até então” que pretendemos expor o nosso entendimento: por que razão as pessoas usam esta locução adverbial para se referir ao tempo actual? – esta é a pergunta de começo deste texto. A locução não é estranha no léxico da língua portuguesa, porém é usada num contexto inapropriado.

Trata-se de um tema que já foi abordado, por solicitação dos nossos leitores. Voltamos a abordar para, mais uma vez, ajudar aos nossos leitores nesta dúvida.

 De acordo com a gramática, a locução adverbial “até então” é constituída por duas palavras, nomeadamente “até” (preposição) e “então” (advérbio). As preposições, segundo a gramática,  são palavras invariáveis que relacionam dois termos de uma oração, de tal forma que o sentido do primeiro (antecedente) é explicado ou completado pelo segundo (consequente), tal como ilustra o seguinte exemplo:

O pai não foi (antecedente) ao (preposição: “a+o”) trabalho (consequente). As preposições podem ser simples (a, de, com, em, por, ante, contra, entre, para, sem, sob, após, até, desde, sobre, perante) e compostas ou locuções prepositivas ( apesar de, abaixo de, a fim de, além de, etc.). Os advérbios têm a função fundamental de modificador do verbo e recebem, de acordo com a gramática, a denominação da circunstância que expressam. Por exemplo, os advérbios do tempo (agora, ainda, amanhã, anteontem, então, depois, cedo, breve, hoje, já, jamais, logo, nunca, ontem, sempre, etc.) indicam o marco temporal em que determinado facto aconteceu.

Quanto à locução “até então”, no vocabulário da língua portuguesa, tem o sentido de “aquele momento”; “até aquela ocasião”, “até aquela situação”, “até aquele tempo” em que tal facto teve lugar. Trata-se de um marco temporal passado.  Isto é, indica um determinado evento que aconteceu, no tempo transacto, tal como ilustram os exemplos abaixo indicados:

– A primeira vez que tive acesso à Internet foi em 2020. Até então, não sabia nada das novas tecnologias. (aqui o marco histórico é 2020);

-A minha empresa instalou, pela primeira vez, os computadores em 1993.  Até então, os textos eram processados por meio de máquinas de dactilografar. (marco = 1993).

Nos dois exemplos, nota-se que a locução adverbial “até então” se refere a um momento transcorrido em que tais factos ocorreram. Nenhuma destas locuções faz alusão a algo que esteja a acontecer, neste momento. Isso significa que é inadequado usar estes termos para se referir a um marco temporal do presente.  

Tratando-se de algo que esteja a acontecer no tempo presente o leitor pode usar estas expressões: “até ao presente momento”, “até hoje”, “até agora”, “até aqui”. Exemplos:

– A Otília é minha amiga desde os tempos do liceu até hoje.

– Submetemos um projecto de construção ao conselho municipal em 2018, mas até aqui não tivemos resposta!

– A reunião da juventude está a decorrer até este momento!

Portanto, em qualquer um destes três exemplos seria inadequada a expressão “até então”, pois trata-se de eventos que estejam a decorrer no tempo presente. Assim, “até então” = ao passado.

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia