Segunda-feira, 22 Julho, 2024
Início » REGADIO DO LIMPOPO: Investidores reanimam cadeia de cultivo do arroz

REGADIO DO LIMPOPO: Investidores reanimam cadeia de cultivo do arroz

Por Jornal Notícias
1,4K Visualizações

A ENTRADA de mais investidores na cadeia de valor do arroz está a trazer uma nova dinâmica na produção deste cereal no regadio do Limpopo, na província de Gaza.

Com efeito, a concorrência pelo arroz do Limpopo está a espevitar também o preço, que tende a valorizar-se para a satisfação dos produtores, que nas campanhas anteriores entravam em prejuízo ou por falta de mercado.

Na campanha agrícola 2022/2023, mais de seis mil toneladas ficaram armazenadas nos celeiros dos produtores em Chókwè, com o risco de se deteriorar, devido à falta de acordo de comercialização.

Na sequência de um acordo alcançado entre os produtores, processadores e a empresa Regadio do Baixo Limpopo, na presente campanha, o arroz é comercializado a 17,5 meticais por quilograma, em Xai-Xai e Chókwè.

No distrito de Chókwè, a comercialização será assegurada, a partir deste ano, pela Jampur Group, investidor de capitais sauditas, que está a operacionalizar o Complexo Agro-Industrial de Chókwè (CAIC) que intervém na cadeia de produção de cereais, hortícolas, avicultura, para além de calçados e uniformes de campo.

Leia mais…

Artigos que também podes gostar

Propriedade da Sociedade do Notícias, SA

Direcção, Redacção e Oficinas

Rua Joe Slovo, 55 • C.Postal 327

Capa do dia